“A expectativa da equipe é subir sendo campeã e realizar um sonho." – Uma entrevista com a TropiCaos – Free Fire Esports

Estamos nos aproximando da reta final da Série B da LBFF 7, e uma das equipes que vem surpreendendo nas semifinais é a TropiCaos. A equipe não fez uma última temporada muito brilhante, mas agora mostra que tem o necessário para brigar pelas primeiras colocações e, quem sabe, garantir o tão sonhado título e acesso à elite nacional. Para entender mais sobre a campanha, os altos e baixos e as expectativas com os jogadores Caóticos.

Assim como na última temporada, a Caos também não se destacou tanto na primeira fase desta temporada, mas assegurou a classificação, mesmo que não tão tranquila: “Infelizmente, no início da Primeira Fase, o time e a organização sofreram com a perda do coach e o do suporte. Nós sentimos muito esses desfalques, pois eram duas peças fundamentais para a equipe. Esse foi o principal motivo para não conseguirmos desempenhar à nossa altura”. Já na rodada de abertura das semifinais, a equipe deu um verdadeiro show e emplacou logo quatro Booyahs em um dia histórico na Série B: “nós estávamos com sentimento de recomeço e, graças a Deus, deu tudo certo. Foi um grande dia e será lembrado sempre. A estratégia foi manter a agressividade.”, comentam.

Após um resultado tão expressivo, é natural que a equipe passe a ser alvo de altas expectativas e também de cobranças. Ainda assim, ao menos aparentemente, essas questões não estão na lista de preocupações da TropiCaos: “O time foi montado com jogadores experientes. Então, independente do resultado, nós fazemos o máximo para deixar a cabeça no lugar. Não deixamos os resultados ou as cobranças afetarem a gente. Nosso objetivo é subir para a Série A”, afirmam. “A única palavra que define é sonho. Esse é o objetivo de milhares de jogadores do cenário. A expectativa da equipe é subir sendo campeã e realizar esse sonho.”

Se existe algum favorito na temporada, a TropiCaos prefere não saber. O importante para eles é firmar o próprio nome e, assim, conquistar respeito no cenário: “Pelo público pode até haver algum favorito, mas dentro do jogo todos se conhecem. Uma coisa que nós queríamos muito era conquistar o respeito dos nossos adversários, e fizemos isso em um dia histórico na LBFF.”

Em uma temporada repleta de mudanças, a Caos fez questão de ressaltar que o novo formato da Série B, em que há apenas uma vaga direta para a elite, exige mais de cada equipe: “Esse modelo exige muito. Dessa vez, apenas o melhor sobe direto, não existe isso de se classificar em segundo”. Para garantir a vaga, a receita é uma só: “Manteremos a agressividade e iremos lutar para conquistar a elite do cenário.”

Acompanhe a LBFF 7

A Série B começou no dia 8 de fevereiro e os 36 times estão lutando por uma vaga para a elite nacional. Serão 24 rodadas até a final, marcada para o dia 9 de abril. 

A cada rodada, dois grupos, formados por seis equipes cada, se enfrentarão em seis quedas. As disputas acontecerão às terças, quartas e quintas-feiras e serão transmitidas às 18h (horário de Brasília) nos canais oficiais da Garena na BOOYAH! e no Youtube. Confira todos os detalhes aqui.

Fonte: www.ffesportsbr.com.br/2022/03/24/entrevista-tropicaos