Booyah! – O Fluxo na LBFF 7 – Free Fire Esports

Campeão da LBFF 4 logo em sua temporada de estreia no cenário nacional. Um dos representantes nacionais no FFWS 2021 SG, ocasião em que terminou na quarta colocação. Por onde passa, o Fluxo gera expectativas. Na LBFF 7, a equipe trouxe novidade no elenco desde sua formação em 2021: a chegada de Ousado. O segundo título nunca pareceu tão próximo, mas a temporada revelou surpresas.

Posição: 5º lugarPontos: 1005Booyah!: 7Abates: 494Pontos por colocação: 511Destaque: Syaz

Uma rápida análise da temporada

fluxo estatísticas lbff 7

Um começo avassalador. Nas três primeiras semanas da sétima temporada, o Fluxo era implacável e a dupla formada por Syaz e Ousado, velhos amigos de Frifas, se mostrava imbatível. Syaz se isolou rapidamente na liderança do ranking de abates – quesito que a equipe liderava com folga, mesmo sacrificando os Booyahs. A classificação parecia garantida logo no início do split, mas os problemas não demoraram a chegar.

O rendimento caiu consideravelmente a partir da terceira semana. O Fluxo já não conseguia encaixar seu estilo de jogo agressivo e parecia inerte, sem reação. Mesmo quando analisamos a alta média de pontos rodada após rodada, algo parecia incomodar a equipe que foi pouco a pouco caindo na tabela de classificação. Segundo o capitão JapaBKR, “eu gosto de dar uma ‘trollada’, de dar umas testadas, fazer uma loucuras nas partidas. Eu sempre fiz isso em todos os splits e já até falei sobre isso”. Menos mal.

Ainda segundo Japa, o Fluxo não conseguiu fugir das mudanças do meta: “Também teve a questão do meta. A gente demorou um pouco para se adaptar: nosso time é muito de dar capa, jogar com arma de tiro único, e a carga extra exige tiro no peito”. Essas questões deixam uma dúvida no ar: como chega o Fluxo na Grande Final?

Antes de falarmos a respeito, precisamos falar sobre Syaz – é impossível falar do Fluxo sem falar dele. Líder do Ranking de Abates durante praticamente toda a temporada, Syaz é a arma secreta (já nem tão secreta assim) do Mestre K9, e foi responsável por 153 abates em 107 quedas disputadas, 31% das eliminações da segunda melhor equipe no quesito, perdendo apenas para a B4. JapaBKR e Ousado vêm logo atrás, com 124 e 120 eliminações respectivamente. Já Fac, parece ser o suporte perfeito.

O que esperar da Grande Final

Não é possível não considerar o Fluxo como um dos favoritos ao título. A experiência de JapaBKR e Nobru, que jogou apenas quatro quedas na Fase de Grupos, é um fator extremamente vantajoso em uma final presencial. Mas não apenas eles: com exceção de Ousado, toda a equipe esteve em Singapura representando o Brasil – eles sabem como é enfrentar os adversários cara a cara. Chegam como favoritos, mas precisam mostrar o Free Fire que vimos no começo da temporada. O bi é mais do que possível.

A Grande Final acontece no dia 16 de abril, sábado, e reúne os 12 melhores nacionais de Free Fire.

Com rodadas triplas transmitidas em TV aberta e fechada, a série A da LBFF 7 aconteceu aos sábados e domingos sempre às 13h (horário de Brasília) com exibição na RedeTV! (TV aberta) e às segundas-feiras, às 20h (horário de Brasília) com exibição no SPACE (TV fechada), além do YouTube, BOOYAH e TikTok.

Acompanhe a LBFF ao vivo no canal oficial de Esports no YouTube e nos perfis no TikTok, Facebook, Instagram e Twitter, siga a hashtag oficial #LBFF e fique ligado em nosso site oficial.

Free Fire pode ser baixado pela App Store e Google PlayStore.

Fonte: www.ffesportsbr.com.br/2022/04/14/booyah-o-fluxo-na-lbff-7