#LBFF 7 – Grupo de Acesso: Os que querem ficar na Série A – Free Fire Esports

Depois de conhecermos um pouco mais das equipes que vêm da Série B para lutar pelas últimas quatro vagas na Série A da oitava temporada da LBFF, é hora de falarmos um pouco sobre aquelas que sonham em ficar na elite. São quatro times que passaram por momentos delicados, e terão uma última chance no próximo sábado, dia 23 de abril, no temido Grupo de Acesso

  • miners grupo de acesso
  • real grupo de acesso
  • ntx grupo de acesso
  • 00 nation grupo de acesso

Nitroxx Top10

Depois de trazer Prozin, campeão da sexta temporada pela B4, e de começar sua terceira temporada na Série A com o pé direito, as coisas pareciam promissoras para a já consolidada NTX. Não havia mais a pressão da estreia, não havia mais a pressão por se estabelecer. Mas as coisas não demoraram a dar errado.

Se em suas duas primeiras semanas eles apareciam em uma boa colocação, figurando inclusive na zona de classificação, a queda de desempenho foi notável após as mudanças do meta. A média de pontos e de abates caiu consideravelmente, e a crise se escancarou – a luta começou a ser para tentar permanecer na Série A. “Acho que estamos sofrendo pela falta de entrosamento. O time é muito novo, os jogadores são muito novos. Nosso erro está sendo na marcação, no endgame”, revelou Prozin.

O golpe de misericórdia veio na última rodada. A NTX chegou como favorita para ocupar a 13ª colocação e tinha uma boa vantagem sobre a Tropa. Mas na queda derradeira, a equipe liderada por CapGui protagonizou um milagre e aproveitou do deslize da NTX para escapar do Grupo de Acesso. Agora, a missão será dura. Oito times chegam da Série B em grande fase e sem nada a perder, fatores que devem gerar preocupação não só para a Nitroxx, mas também para os outros três times que sonham em ficar na Série A.

Real e-Sports

Já o Real e-Sports não teve vida fácil e sequer um vislumbre de tempos melhores ao longo da sétima temporada. A realeza abriu a temporada como a pior equipe da competição, somando apenas 56 pontos e 15 abates na primeira semana, e não fez muito além disso. A 13ª colocação foi sua melhor marca, enquanto a 15ª o seu lugar cativo: foram seis rodadas na posição.

Na reta final, a ameaça de um rebaixamento direto exigiu uma pequena reação, que foi o suficiente para colocar o time na zona de disputa do Grupo de Acesso. Esse será o terceiro consecutivo da equipe se considerarmos a parceria com o Santos – uma experiência que a maioria prefere não ter.

00 Nation

Uma das estreantes da temporada chegou com pompa, chegou para ser gigante, mas rapidamente precisou encarar uma realidade difícil. Liderada por um experiente One9, a primeira aventura da 00 Nation no Free Fire passou longe de ser uma jornada bem sucedida. A melhor colocação da equipe foi a 12ª colocação logo na semana de estreia, mas depois a ameaça constante do rebaixamento direto assustou.

Nas duas últimas semanas, a 00 Nation teve seus melhores desempenhos em pontos: 118 e 110 pontos. Acordou. Mas acordou tarde. Agora, o Grupo de Acesso é aquela luz no fim do túnel. Aquele último suspiro de esperança.

Netshoes Miners

Uma das equipes mais experientes do cenário nacional, que conta com um campeão nacional em seu elenco, sofreu. Não houve um único momento de alívio para a Miners ao longo de toda a sétima temporada: a 17ª colocação foi a melhor colocação conhecida pela equipe, mas era o que precisava para fugir do rebaixamento direto.

O desempenho na última semana foi decisivo para a última chance: 118 pontos, o suficiente para ultrapassar a Liberty e respirar. Mas o Grupo de Acesso também pode ser impiedoso, e colocará à prova toda a experiência e talento da equipe. É hora do tudo ou nada.

Acompanhe a LBFF

Acompanhe a LBFF ao vivo no canal oficial de Esports no YouTube e nos perfis no TikTok, Facebook, Instagram e Twitter; siga a hashtag oficial #LBFF. 

Fique ligado em nosso site oficial e acesse aqui as fotos oficiais da LBFF 7.

Fonte: www.ffesportsbr.com.br/2022/04/22/lbff-7-grupo-de-acesso-os-que-querem-ficar-na-serie-a