GitHub vai cancelar editor de código Atom e focar em opção da Microsoft – Tecnoblog

Era 2014 quando o GitHub anunciou um editor de código-fonte multiplataforma, aberto e repleto de funções. O Atom, como foi chamado, chegou à versão estável (1.0) no ano seguinte, com direito a um divertido vídeo comemorativo. Mas a empolgação inicial foi se perdendo nos anos seguintes. O resultado é este: o editor vai ser descontinuado.

    Editor de código Atom (imagem: reprodução/GitHub)

    Apesar de ter sido apresentado em 2014, a história do Atom começou em 2008, quando Chris Wanstrath, fundador do GitHub, idealizou um editor de código mais prático e personalizável do que as opções existentes na época.

    Esse objetivo foi alcançado. A versão 1.0 do Atom chegou com recursos para identificação de bugs, mais de 600 temas, função de autocompletar, compatibilidade com Windows, macOS e Linux, entre outros atributos.

    Se é assim, o que aconteceu?

    Apesar de ser bastante funcional, o Atom não recebeu nenhuma grande atualização após o lançamento da versão 1.0. De lá para cá, o editor só teve updates de ajustes e correções de falhas, basicamente.

    Em parte, isso é efeito da chegada do Visual Studio Code, editor de código anunciado pela Microsoft em 2015 e que, portanto, passou a concorrer diretamente com o Atom.

    Você deve se lembrar, porém, de que a Microsoft comprou o GitHub em 2018. Ambas as ferramentas passaram a dividir a mesma casa. Mas, como a comunidade em torno do Visual Studio Code era mais forte na ocasião e continuou a crescer, o Atom acabou sendo deixado de lado aos poucos.

    Isso é visível em um levantamento do Stack Overflow que mostra que, em 2021, 71% dos desenvolvedores que participaram da pesquisa usavam o Visual Studio Code. Já o Atom registrou uma participação de 13%.

    A consequência é a descontinuação do projeto, como aponta o anúncio oficial:

    Como novas ferramentas baseadas nas nuvens surgiram e evoluíram com o passar dos anos, o envolvimento da comunidade com o Atom diminuiu sensivelmente. Como resultado, nós decidimos desativar o Atom para nos concentrarmos no aprimoramento da experiência do desenvolvedor nas nuvens com o GitHub Codespaces.

    O GitHub Codespaces é justamente uma ferramenta para desenvolvimento focado em nuvens. Ao mesmo tempo, a plataforma continuará recomendando o uso do Visual Studio Code.

    Abaixo, o inusitado vídeo de lançamento do Atom 1.0:

    Atom deixa um legado

    O Atom ficará disponível para download até 15 de dezembro de 2022. Mas o projeto não vai morrer aí, não totalmente. O código-fonte do editor é aberto, razão pela qual projetos derivados podem surgir.

    Max Brunsfeld, um dos principais colaboradores do Atom, vai seguir por esse caminho junto a outros desenvolvedores. Se tudo der certo, o resultado desse trabalho será o editor de código Zed.

    Vale destacar também que, até certo ponto, o Atom serviu de base para o framework Electron. Este, por sua vez, foi direcionado a vários softwares, incluindo o próprio Visual Studio Code.

    Fonte: tecnoblog.net/noticias/2022/06/10/github-vai-cancelar-editor-de-codigo-atom-e-focar-em-opcao-da-microsoft